Hipocalcemia na UTI - Protocolo Correção

Hipocalcemia

 Só fazer Reposição Calcio EV se for sintomática ou severa

Hipocalcemia Sintomática (Trousseau, tetania, convulsão e QT longo) Hipocalcemia severa (cálcio iônico 0,7 mmol/l ou 7,0 a 7,5 mg/dl cálcio total)

Disponível : Gluconato de cálcio a 10% - 90 mg cálcio elementar, 10 ml / ampola, 680 mosm/l Cloreto de cálcio a 10% - 270 de cálcio elementar, 10 ml / ampola de 2000 mosm/l

(Cloreto de cálcio carrega risco de necrose se extravasar além de ser muito hiperosmolar, a rigor deve ser usado apenas em acesso central)

Correção rápida : dar 200 mg de cálcio elementar (22 ml de gluconato de cálcio ou 8 ml de  cloreto de cálcio) + SF ou SG 100% EV em 10 minutos

Manutenção 0,5 a 2 mg cálcio elementar por kg/hora de 6 a 12 horas e monitorizar o cálcio, passar reposição para oral/enteral após

Sugestões : 10 ampolas gluconato de cálcio + Soro fisio ou glicosado 900 ml, BIC EV 50 ml/h ou

 37 ml de cloreto de cálcio + soro fisio ou glicosado 963 ml , BIC ev 50 ml/h

Concentração mínima  de diluição é 1 mg/ml

Saindo da fase sintomática / severa.

Dieta rica em cálcio Repor calcitriol (vitamina D) 0,25 mcg 2x ao dia. Máximo 2mg/dia .

Calcio oral 1 a 4 gr de cálcio elementar de carbonato de cálcio 01 comprimido tem 500mg de  cálcio elementar dvidir em até 3x ao dia

60 visualizações